Nutrição para ciclistas: 3 dicas simples para render mais no pedal

nutrição para ciclistas dicas

A maioria de nós sabe muito sobre as técnicas para pedalar melhor, mas será que também sabemos como abastecer o corpo corretamente? Ou a nutrição para ciclistas é algo sobre o qual não temos muito conhecimento?

Bem, quando o assunto é nutrição para ciclistas, Anneke Beerten é um nome de destaque no meio. Além de ser uma ciclista extremamente rápida e campeã mundial em 2011 e 2012, ela também possui formação em nutrição esportiva.

Nesse sentido, Anneke compartilhou alguns dados valiosos sobre nutrição com a Enduro Magazine e nós as reproduzimos abaixo. Confira as dicas que podem ajudá-lo a ir mais longe no pedal e avalie com o seu nutricionista se podem ser uma boa opção para você. 

Dicas de nutrição para ciclistas

1) Hidratação é básico, mas funciona

O corpo humano é composto de 60% de água. É a água quem cuida da nossa temperatura, transporta o nosso sangue e drena todas as toxinas. Por isso, procure se hidratar bem no dia anterior a uma competição ou treino puxado. Se possível inclua também a ingestão de um pouco de suco de frutas com um pouco de açúcar e também de carboidratos.

No dia do pedal tenha à disposição uma bebida esportiva isotônica para obter a quantidade certa de carboidratos e sais minerais. Se for o caso, também vale optar por uma bebida que contenha magnésio, assim você evita câimbras.

2) Use o gel de energia do jeito certo

O gel de energia – ou gel de carboidrato – é um super aliado no pedal. Porém, não é recomendável que ele seja ingerido no início de um treino ou competição. 

É que o gel contém muito açúcar em sua composição. Assim, o nível de açúcar no sangue vai lá em cima e logo depois você sofrerá um bom efeito rebote com menos energia. É muito melhor para o corpo começar com algo mais fácil de digerir, como uma banana ou uma barra de energia frutada. 

gel de energia GU energy gel
Gel de Energia Energy Gel, clique no link para saber mais.

Os géis de energia são perfeitos para quando você está na metade do pedal ou antes de conferir aquele último gás. Ah, e ao longo da competição procure se alimentar mesmo quando não estiver com fome. Afinal, seu corpo precisa de energia para continuar empurrando os pedais.

3) Não menospreze a recuperação

É importante reabastecer seu corpo logo após o treino ou competição, e o melhor seria fazê-lo entre 20 a 30 minutos após o término. Para uma recuperação ideal, é bom combinar carboidratos com proteína. Desta forma, a proteína é absorvida mais rapidamente pela musculatura. 

De acordo com Anneke, o corpo pode absorver um máximo de 30 gramas de proteína em 3 horas. Por isso ela sugere a ingestão de um shake com 30 gramas de proteína Whey misturada a qualquer tipo de suco de frutas (com exceção do suco de maçã, que contém muito açúcar).

dicas de nutrição para ciclistas

Para recarregar os carboidratos a dica é a ingestão de macarrão de trigo integral com legumes. Escolha a opção integral, pois contém mais vitaminas e antioxidantes. 

E por último, mas não menos importante, não esqueça da importância da ingestão de gordura e, atenção, não estamos falando de batatas fritas. Produtos como nozes, abacate e azeite são as melhores fontes. ;).


* Confira também aqui no blog o post Gel de Carboidrato no MTB: o que é e como usar.

Também poderá se interessar..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *