Dormência nos pés ao pedalar: principais causas e como evitá-las

dormência nos pés ao pedalar

Dormência nos pés ao pedalar é um problema bastante frequente. Afinal, estamos falando de uma das zonas terminais das extremidades do corpo. 

Os pés fazem parte dos três pontos de pressão que mantemos na bicicleta – guidão, selim e pedais. Além disso, possuem um grande número de ossos e articulações distribuídos em pouca superfície. Todas essas características fazem com que essa extremidade do corpo apresente problemas bastante peculiares, como a sensação de formigamento.

Dessa forma, assim como abordamos as causas do Arm Pump (travamento dos braços), hoje vamos falar sobre o que causa a dormência nos pés ao pedalar e como evitar. Confira as dicas que selecionamos!

Causas da dormência nos pés ao pedalar

Os pés podem apresentar várias morfologias que podem influenciar na distribuição das pressões. E portanto, na circulação. Ao mesmo tempo, estão encerrados dentro de um calçado cuja ergonomia pode afetá-los.

Outro fator que contribui com a dormência nos pés ao pedalar é a posição mais estática e com pouca liberdade de movimento.

Acrescentamos que a parte inferior do corpo exerce um momento de força consideravelmente maior em sua zona de transmissão – pedal – do que os braços no guidão. E passam mais horas na vertical tendo que lidar mais com a força da gravidade, condição importante para os sistemas venoso e linfático.

Dito isso, veremos a seguir qual é o impacto da biomecânica no formigamento dos pés e os detalhes que podem nos ajudar a melhorá-la .

Como evitar o formigamento dos pés no pedal

1) Escolha bem suas sapatilhas

As sapatilhas de ciclismo devem ser adaptadas tanto quanto possível ao formato do nosso pé. Um sapato excessivamente estreito comprime os metatarsos e, com ele, os nervos e vasos sanguíneos que passam entre eles. 

Se, por outro lado, o ajuste lateral ou de sola não estiver completo, o pé pode “dançar” dentro do calçado. A pressão irregular, por sua vez, diminui a eficiência, além de poder causar ferimentos. Portanto, precisamos de um sapato que caiba, mas não aperte.

No mercado, boa parte dos modelos são estreitos, por serem esteticamente bonitos. Mas felizmente cada vez mais marcas estão brincando com a largura do calçado e oferecendo maior variedade nos modelos, colaborando para evitar a dormência nos pés.

Quanto à dureza da sola, busque a relação eficiência-ergonomia. Solas de carbono podem executar uma transmissão ideal no pedal, mas se você tiver problemas de dormência nos pés, o ganho pode não ser tão satisfatório.

como evitar dores nos pés ao pedalar

2) Avalie sua pegada

O pé cavo é aquele que possui o arco bem acentuado e curvo. Já o pé chato, ou plano, toca quase que por inteiro o chão, com um formato plano.

Se você tem pé cavo, a musculatura da planta do pé fica encurtada e a distribuição de pressão é inadequada. Se você tem pé chato, a queda do arco pode comprimir vasos importantes que irrigam a planta do pé. 

Em qualquer um desses casos, recomendamos que você vá a um bom podólogo que avalie seu tipo de pegada. Em casos de formigamento nos pés, ambos os tipos podem ser tratados com o uso de palmilhas posturais e exercícios específicos.

3) Ajuste bem os tacos

A tendência é usar como referência a colocação do eixo do taco entre o primeiro metatarso e o quinto. Uma fixação excessivamente avançada pressiona os nervos em sua área mais vulnerável. Portanto, a menos que você precise especificamente, recomenda-se a referência citada para evitar formigamento nos pés.

formigamento nos pés ao pedalar

4) Verifique a altura do selim

O selim muito alto pode sim aumentar a pressão no antepé, causando dormência nessa área. Seu bom posicionamento nos fará ganhar em conforto e contribuirá para melhorar o desempenho em vários níveis.

5) Preste atenção à cadência e técnica de pedalada

Abusar do desenvolvimento e ficar “preso” no pedal aumenta a pressão. Portanto, se você sofre com dormência nos pés ao pedalar, recomendamos uma cadência que na maior parte da saída seja superior a 80 ppm

Brinque também com a amplitude da articulação do tornozelo durante o ciclo de pedalada, evitando colocar o pé muito rígido. Com isso, as estruturas ganham um pouco de mobilidade, e a ativação da panturrilha ao fazer a extensão (pé pontiagudo) vai ajudar a bombear melhor o sangue. 

Você curtiu as dicas sobre como evitar dormência nos pés ao pedalar? Quer ver mais conteúdos semelhantes a esse aqui no blog? Conta pra gente nos comentários!


* Confira também aqui no blog o post Como prevenir o Arm Pump (antebraço travado) ao pedalar.

** Com informações e imagens de Entrenamiento: cómo evitar que se te duerman los pies cuando sales en bici.

Também poderá se interessar..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *