Dicas para trilha de MTB: 7 regras de etiqueta para uma boa experiência

dica trilha de MTB

À medida que o Mountain Bike se populariza, as trilhas começam a receber um aumento no número de usuários – sejam eles caminhantes, corredores ou novos ciclistas. E nesse sentido, dicas para trilha ajudam a manter uma boa convivência.

De toda forma, é importante que as pessoas estejam atentas umas às outras para a segurança de todos. Assim, nós ciclistas temos que reconhecer nossa posição como geralmente os usuários mais rápidos quando compartilhamos as trilhas.

Por isso, aqui estão algumas diretrizes a serem seguidas, compartilhadas pelo site Bicycling, que mostram seu respeito pelas trilhas de MTB e pelas outras pessoas que gostam delas. Confira as dicas para trilha e bom pedal! 

ETIQUETA NO PEDAL: 7 DICAS PARA TRILHA DE MTB

1) Não deixe rastros

Parte do que torna o mountain bike especial é apreciar a beleza dos arredores naturais. Mantenha a natureza bonita, estando preparado para carregar qualquer resíduo com você. 

Embora possa haver latas de lixo no início da trilha, você provavelmente não as encontrará ao longo das trilhas. Se você parar para um lanche, certifique-se de que todas as embalagens estejam guardadas com segurança antes de viajar.

2) Respeite as prioridades e comunique-se

Embora algumas trilhas de MTB possam ser apenas para bicicletas, outras são multiuso. Assim, os ciclistas dão preferência aos pedestres, e os ciclistas em descida cedem aos montanhistas. Sempre seja cortês e lembre-se de quão longe uma saudação amigável pode ir – boas experiências com ciclistas de montanha podem ajudar muito a nossa reputação.

Alerte os outros usuários conforme você se aproxima – especialmente se estiver se aproximando por trás – dizendo que há um passageiro atrás ou com um toque educado de sua campainha. Você também pode se mover para o lado da trilha ou desacelerar se houver espaço suficiente para todos os usuários passarem uns pelos outros com segurança. Preste atenção principalmente aos cavalos, pois eles podem se assustar com o som de uma bicicleta.

etiqueta na trilha

3) Pense antes de atolar

As dicas para trilha de não deixar rastros também se aplicam à banda de rodagem dos pneus. Se as trilhas estiverem molhadas o suficiente para que seu pneu esteja deixando uma marca visível, é hora de dar meia-volta. 

As condições da trilha podem variar consideravelmente com base no conteúdo do solo e sua capacidade de resistir à precipitação, o que significa que pode demorar um pouco para saber quanto tempo depois da chuva as trilhas estarão boas para percorrer.

Se as trilhas estiverem quase secas, mas você encontrar um local úmido, pedale pelo centro em vez de alargar a trilha andando ao redor dela. 

4) Mantenha seus ouvidos e olhos abertos

A consciência situacional é importante quando você está na trilha. Embora alguns lugares possam ter trilhas direcionais (o que significa que o tráfego deve viajar apenas em uma direção), isso está longe de ser universal. E mesmo em uma trilha direcional, você nunca sabe se outro ciclista – ou algum animal selvagem – pode estar virando a esquina. 

Fazer curvas em velocidade é estimulante, mas a menos que você esteja em uma corrida em um circuito fechado, mantenha-se sob controle. Ouça os outros usuários da trilha e considere colocar uma campainha no guidão para situações em que seja difícil de ver. 

E, a menos que você possa ouvir o que está acontecendo ao seu redor, provavelmente é melhor deixar os fones de ouvido em casa quando estiver na trilha.

5) Quem sobe tem direito de passagem

Manter a velocidade sob controle é daquelas dicas para trilha especialmente importante quando se trata de descidas em trilhas de mão dupla, porque são subidas na outra direção. Em geral, os ciclistas de escalada têm o direito de passagem, portanto, se você estiver descendo, observe e ouça os ciclistas que se aproximam e esteja preparado para encontrar um local seguro que forneça as melhores linhas de escalada para eles.

Em trilhas que são mais niveladas, o direito de passagem pode não ser tão óbvio, mas se você sabe que o piloto que se aproxima tem um obstáculo que se beneficiaria com o impulso, ou se for fácil para você se mover e ceder, faça isso. E se um ciclista ceder por você, agradeça a ele.

dicas para trilhas de MTB

6) Não modifique a trilha

Então você viu uma ideia muito legal em outra trilha e achou que seria divertido replicá-la em sua trilha local. Antes de começar a puxar as ferramentas e empilhar as toras ou pedras, pense novamente.

Os construtores de trilhas locais investem horas de tempo e suor. Sem falar nas negociações com municípios ou distritos de recursos naturais – garantindo que tenhamos acesso a ótimas trilhas. Isso vem com condições sobre o que pode ser construído e como. 

Não só isso, mas muitos construtores de trilhas e voluntários passaram por treinamento em construção de trilhas sustentáveis, ecologia e muito mais. 

7) Seja um voluntário da trilha

Alguns lugares têm financiamento para equipes de trilhas pagas. Mas é provável que as trilhas locais sejam construídas e mantidas por uma equipe de voluntários que amam o MTB. Se você gosta de andar de bicicleta, por que não aparece para um dia de voluntariado?

Procure informações nas redes sociais, em um quadro de avisos no início da trilha . Ou melhor, pergunte às pessoas que você vê nas trilhas se há oportunidades de voluntariado surgindo. Você pode ajudar a recolher lixo, limpar detritos após uma tempestade, remover plantas invasoras ou construir drenagem. 

Além disso, há a satisfação inegável de percorrer uma trilha que você ajudou a construir, aparar ou limpar. Ou seja, é um presente que continua sendo oferecido sempre que você retorna. 🙂


* Confira também aqui no blog o post Trail dog: 10 dicas para levar seu cachorro para as trilhas de MTB.

** Imagens via Pixabay.

Também poderá se interessar..

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *