Como regular a bicicleta e evitar dores nos joelhos

Muitas lesões podem ser decorrentes da posição incorreta no pedal.

Na semana passada falamos sobre equipamentos que podem prevenir lesões decorrentes da prática do ciclismo. Mas você sabia que muitas lesões, principalmente aquelas relacionadas aos joelhos, podem ser decorrentes de uma bicicleta mal regulada?

Este vídeo, produzido pelo Global Cycling Network, traz dicas bem legais para encontrar a posição correta ao pedalar. Além das imagens legendadas no vídeo, você também pode conferir as recomendações no texto que segue abaixo.

Vale lembrar que se você sente dor ao pedalar, já é um sinal de alerta. E se a dor persistir fora da bike, aí está mais do que na hora de procurar um médico.

1. Atenção ao selim

A altura do selim é capaz de apontar se existem erros gritantes na sua postura. O selim não podem ficar nem muito alto nem muito baixo. Para encontrar a melhor posição, coloque o calcanhar no pedal e comece a pedalar. A perna deve estar totalmente esticada quando o pedal estiver na posição seis horas.

2. Aumente a cadência

Ao aumentar a cadência, o ciclista consegue manter uma velocidade alta sem ter que fazer muita força, o que acaba por poupar a musculatura. Ao optar por uma marcha mais leve, há diminuição na pressão sobre os joelhos. Uma boa recomendação é tentar se adaptar a uma cadência acima de 90 rpm.

3. Posição e modelo dos tacos

Procure um profissional para acertar a posição dos tacos na sapatilha. Outra coisa importante é prestar atenção ao tipo de taco, pois alguns permitem movimento lateral. os pedais menos fixos oferecem menos riscos aos joelhos.

4. Comprimento do pedivela

Muitos especialistas acreditam que pedivelas muito longos podem contribuir para o aparecimento de dores nos joelhos. Ciclistas mais altos usam comprimento de 1,75, enquanto os mais baixos ficam em 1,70. O meio termo fica em 1,72.

5. Calçados personalizados

Uma palmilha feita sob medida, ou customizada, ajuda cada ciclista a corrigir a posição de acordo com necessidades individuais. É um investimento que vale a pena, pois pode evitar futuras lesões.

 

Também poderá se interessar..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *