8 dicas de como fazer curvas no MTB

Como ter mais controle da bike e fazer curvas como um ciclista profissional

Todo piloto que já participou de uma competição de ciclismo sabe da importância de dominar uma curva. Manter o ritmo ou perder a velocidade nessa parte da trilha é o que muitas vezes determina a colocação final.

E com a proximidade da segunda etapa do All Mountain Enduro Cup 2017, o primeiro campeonato gaúcho de Enduro MTB, aproveitamos para compartilhar as dicas do blog da Red Bull de como fazer curvas no MTB como um verdadeiro ciclista profissional.

Confira abaixo um resumo das dicas (ou a íntegra aqui) que podem ajudá-lo até nas curvas mais técnicas.

 

COMO FAZER CURVAS NO MTB

1. Entre na velocidade certa

Gerencie a velocidade de entrada na curva para maximizar a velocidade de saída. Use o freio antes da curva, diminuindo a velocidade para o necessário para fazer a curva sem frear dentro dela. Quanto menos você usar os freios durante a trajetória, melhor. As rodas ganham mais aderência quando estão rolando livremente e a suspensão também é mais efetiva.

2. Escolha uma boa trajetória

Escolha uma trajetória limpa e consistente. Ignore o caminho de outras pessoas: nem sempre você precisa seguir a forma óbvia de como fazer curvas no MTB. Como regra geral, é melhor aproximar-se da curva da maneira mais aberta possível, fechar no meio e sair abrindo novamente. É claro que os obstáculos da trilha e as curvas seguintes podem fazer com que nem sempre essa seja a melhor opção.

3. Olhe para frente

Se você estiver olhando fixo para a roda dianteira, não poderá ler o terreno à frente. Você já notou como você segue o fluxo quando está seguindo seus amigos? Ter uma referência visual em movimento para olhar para a frente destaca a importância de prever o terreno em vez de ter que reagir no susto.

4. Centralize a posição do corpo

Uma posição forte e central em cima da bike ajuda a lidar com todas as forças e garante que seu peso esteja bem distribuído durante os movimentos. Tente manter a cabeça erguida, cotovelos ligeiramente flexionados, calcanhares e pulsos mergulhados, e as pernas flexíveis mas prolongadas. Os pneus precisam de peso sobre eles para produzir aderência, por isso a distribuição do peso por igual entre as duas rodas é importante.

 

5. Use toda tração possível

Se você olhar para as fotos de pilotos de downhill, você notará sua linguagem corporal acentuada – pedal externo para baixo, quadris sobre o pedal externo e torso superior apontando para onde eles querem ir. Isso está ajudando-os a controlar a tração e o funcionamento do desenho dos pneus para máxima tração.

Para começar, mantenha sua postura forte e central, e certifique-se de que seus pedais estejam nivelados paralelos ao chão quando você entrar na curva. Nunca deixe o pedal interno para baixo, ele pode tocar no chão e desestabilizar você. O resto virá naturalmente com o tempo e a prática.

6. Identifique o suporte natural na curva

Se você está pedalando por trilhas naturais e não existem curvas com parede, procure apoio natural perto do ponto médio e saída da curva. O caminho natural, ou mesmo uma raiz da árvore coberta pela terra, pode ajudá-lo a servir de apoio quando os pneus estiverem lutando pela aderência.

7. Faça a melhor configuração

Uma bicicleta bem equilibrada é o segredo do sucesso. A bike não pode afundar o curso da suspensão na curva e as calibragens dos pneus têm que estar razoavelmente iguais (pilotos freqüentemente utilizam 24 a 28psi de frente e um ou dois números mais firmes na traseira). Pneus de boa qualidade também podem fazer a diferença – procure borrachas de compostos mais moles e suaves que possam moldar em torno de pequenos obstáculos.

8. Não derrape!

Embora possa parecer legal no momento, travar a roda traseira só levará a uma rotação inconsistente e a uma velocidade de saída reduzida. Qualquer frenagem que eventualmente você precisa fazer dentro da curva deve ser mínima e distribuída entre os freios dianteiro e traseiro.

Também poderá se interessar..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *